Você de fato sabe quem são seus “amigos” nas redes sociais?

Hoje em dia tornou-se corriqueiro você receber convites nas redes sociais para se conectar com outras pessoas, o famoso “quer ser meu amigo?”. Mais que nunca precisamos também ficar atentos antes de aceitar tais requisições. Não é porque temos um amigo em comum que tenho que ser seu amigo, correto? Sim, esta é a forma certa de pensar. Muitas vezes não pensamos assim por educação, receio de dizer não e ser interpretado como uma pessoa prepotente, entre outros motivos. Porém já existiram vários casos de identidades falsas que mandam requisições de amizade apenas para vigiar a outra pessoa e tentar entender como a vida do cidadão funciona para poder agir de forma maliciosa.

Hoje por exemplo foi notificado no Globo.com a seguinte matéria: Estudante finge ser rico no Facebook e amigo manda assaltantes roubá-lo. Se você ler esta reportagem vai ver o acúmulo de erros que levaram a tal ação, como por exemplo, os seguintes trechos desta reportagem:

  • “…amigo dele, também com menos de 18 anos e que recentemente abandonou a mesma escola por faltas, se interessou pelos pertences do colega exibidos na web.” – isso é demasiadamente visto nas redes sociais, mostrar pertences pessoais, expor seu nível social para todos “amigos”. Se você tem um perfil bem fechado onde você só tem amigo que de fato conhece bem (e não contatos profissionais ou “conhecidos”) tal prática pode até ser aceitável, mas continua não sendo recomendada.
  • “Um estudante de 16 anos quis ganhar respeito dos demais colegas de classe…” – de menor, ou seja, vai sobrar pra quem? Para os Pais do garoto. Será que os Pais já entendem os riscos da vida online e estam educando seus filhos para saber se comportar em uma rede social? Por isso eu digo mais uma vez (já disse isso no livro de Security+ e em outros locais): segurança da informação básica tem que ser vista na escola, tem que ser embutida na disciplina de Introdução à Informática. Enquanto agente não trabalhar na conscientização da nossa juventude e dos Pais o assunto tende a ficar cada vez mais crítico. Este alerta foi realizado também pela polícia (obrigado por isso), no texto diz: “A polícia pede para os pais monitorarem o que os seus filhos colocam ou com quem conversam nas redes sociais.”

Tome cuidado com seu ciclo de amizade, valide um pedido de amizade antes de aceitar, procure não revelar mais do que deve para todos, use as opções de privacidade das redes sociais e eduque seus filhos, sobrinhos e comunidade no uso seguro da Internet.

Tenha uma ótima sexta e um excelente fim de semana!

About these ads
This entry was posted in engenharia social, redes sociais, segurança, segurança física. Bookmark the permalink.

One Response to Você de fato sabe quem são seus “amigos” nas redes sociais?

  1. Pingback: Perigos dos Serviços de Localização Geográfica integrados com as Redes Sociais | Yuri Diogenes

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s